Follow Us

Especial Papo na Colina: 10 perguntas para Alexandre Campello, candidato da chapa ''No Rumo Certo'' - Futebol, CT, São Januário e mais

Seguindo o Especial 10 Perguntas, dessa vez o atual presidente do Vasco e candidato à reeleição pela chapa No Rumo Certo, Alexandre Campello, fala ao Papo na Colina sobre suas ideias para o Vasco no próximo triênio.

Por Lucas Rodrigues e Fabio Torres

 

 
Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

Campello foi eleito em janeiro de 2018, numa polêmica eleição no conselho deliberativo do clube, após romper com Julio Brant, da Sempre Vasco. Durante sua administração, o Vasco não conquistou títulos, construiu seu primeiro centro de treinamento e se tornou o clube com mais sócios do país.

 

 
Foto: Divulgação

Abaixo, as respostas do atual mandatário vascaíno:

1 - Qual será a primeira ação a ser tomada quando tomar posse, caso seja eleito? Por que?

Nós já temos um planejamento que se iniciou em 2018, e o que eu acho que temos que fazer na próxima gestão, é continuar firme no nossos propósitos, fazendo os ajustes que são necessários ao longo do tempo, continuar construindo tudo que a gente planejou e que vem colocando de pé durante esses 3 anos

2 - Como pretende terminar a construção do CT?

Na realidade, a segunda fase da construção do CT já está em andamento, pretendemos continuar tendo a torcida como um grande patrocinador, como um grande aliado, mas também investir com recursos do clube, muito provavelmente cada atleta ou recurso que entrar, oriundo da venda de ativos, a gente vai tirar um percentual para que esse CT seja colocado de pé.

3 - Qual seu plano imediato para solucionar o problema de salários atrasados e dívidas que sufocam o clube?

A gente já vem trabalhando para colocar os salários em dia. Nós já reduzimos bastante o passivo que existia, em relação ao momento em que eu assumi a gestão, e entendo que no ano de 2021, vamos conseguir colocar o salário definitivamente em dia para que isso não volte mais acontecer

4 - Qual a sua opinião sobre o projeto de reforma de São Januário apresentado pela atual diretoria?

Reforma de São Januário é um passo importante que já deveria ter sido dado há mais de 10 anos e que trabalhamos fortemente para que aconteça. Eu não tenho dúvidas de que ele será colocado de pé e que isso será uma ferramenta, a ampliação e modernização de São Januário será uma importante ferramenta no crescimento do faturamento do clube, no objetivo de ultrapassar os 400/500 milhões anuais de receita.

5 - Pretende implementar alguma filosofia de jogo específica? Que tipo de treinador você gosta?

A filosofia de jogo que pretendemos encontrar e que temos trabalhado é de um de futebol ofensivo, que é aquilo que o vascaíno espera do seu time. É um time que propõe o jogo, que joga para cima do adversário, sufocando o adversário, e é para isso que a gente vem trabalhando. Essa é filosofia de jogo. Em relação ao treinador, eu acho que precisamos, cada vez mais, de treinador moderno que tenha conhecimento, que consiga transitar bem com os seus pares, com a comissão técnica, que tenha um bom nível de diálogo com a comissão técnica para que consiga sempre ter os melhores resultados.

6 - Manterá profissionais que trabalham na gestão atual como Ramon, Mazzuco e Brazil?


Em relação ao Mazzuco e o Carlos Brazil, acho que o trabalho que eles vem desenvolvendo é um bom trabalho, um trabalho reconhecido até mesmo pela oposição. Foram escolhas nossas e a tendência é manter esses profissionais e até procurar cada vez mais qualificar as nossas comissões técnicas. Então essa sempre foi a nossa filosofia: qualificar os nossos profissionais. Quem está se saindo bem no seu trabalho deve ser mantido.

7 - Quanto tempo você acha que o Vasco terá condições de montar um time forte com condição de brigar por tudo?

A gente já vem, nos últimos três anos, qualificando mais o nosso elenco. Para o ano que vem, nossa ideia é investir um pouco mais no elenco, já brigando por alguns títulos, mas talvez em 2022 ou 2023, já tenhamos condição de brigar por todos os títulos, com um elenco muito mais forte.

8 - Pretende trazer algum jogador de peso para alavancar o marketing? Tem algum nome que você sonha em contratar para o clube?

Olha, temos trazido e vamos continuar trazendo jogadores que possam qualificar mais a equipe, sempre com o pé no chão, pretendemos ainda esse ano trazer mais dois ou três reforços, mas investimento mesmo talvez só a partir do ano que vem consigamos fazer.

9 - Pretende recuperar esportes como remo e basquete?

A nossa ideia sempre foi de investir no basquete e no remo, entretanto faltavam condições para trazer recursos através de leis de incentivo. Entendemos que a partir do ano que vem isso será possível e vamos trabalhar para fortalecer o basquete, o remo trazendo recursos específicos para as modalidades, sem contudo desviar dinheiro do futebol.

10 - Qual a principal diferença da sua chapa para as demais que pode fazer a diferença nas eleições?

A diferença da nossa chapa para as demais é que, enquanto as outras chapas prometem uma série de coisas, e aí projeto, papel, projeto escrito aceita qualquer tipo de proposta. A diferença é que a nossa chapa, diferentemente das outras, vem executando tudo aquilo que foi planejado lá em 2017, vem colocando de pé todo o planejamento, modernizando o clube, profissionalizando a gestão, ampliando o patrimônio, fortalecendo futebol e agora colocando de pé esse projeto de de ampliação e reforma de São Januário. Essa é a diferença, enquanto outras chapas tem propostas que poderão ou não ser colocadas de pé, a nossa vem colocando de pé tudo que prometeu.



Postar um comentário

0 Comentários