Follow Us

Ao Papo na Colina, arquitetos do Novo Complexo São Januário dão detalhes do projeto de reforma do estádio

O Vasco anunciou, na live de aniversário de 122 anos, a assinatura de um memorando de entendimento junto a WTorre para reforma e ampliação do estádio de São Januário.

Foto: Reprodução / Vasco TV

O projeto já havia sido apresentado pelo clube no fim de 2018 e prevê que o novo estádio tenha capacidade para aproximadamente 43 mil pessoas, com 120 camarotes, 1.300 vagas de estacionamento, 144 mil m² de área construída, três quadras poliesportivas, ginásio, parque aquático e melhorias para os associados. A capela também será mantida e valorizada. O custo estimado para a obra é de R$ 275 milhões, arrecadados através de um fundo de investimento, sem riscos para o Vasco.

+ Novo fundo imobiliário pode financiar obras de São Januário


Foto: Reprodução / Vasco TV

O projeto está previsto para ser iniciado no segundo semestre de 2021 e conclusão em 21 de agosto de 2023. Os arquitetos Clarissa Pereira, Felipe Nicolau e William Freixo, que desenvolveram o projeto, liderado pelo arquiteto Sérgio Dias, falaram com Papo na Colina e deram detalhes do projeto:

Qual foi a saída encontrada para construir a arquibancada que fechará o estádio se adequando à Capela? 

Fizemos um recuo com um balanço para dar um afastamento entre a arquibancada e a igreja. Fizemos um passeio entre as duas estruturas de modo que a igreja é preservada e valorizada.

Podem falar mais sobre a esplanada e seus planos?

O objetivo da esplanada é se tornar mais um grande espaço de convivência entre os torcedores no pré jogo e também um grande facilitador de evacuação do estádio. Essa esplanada pode servir para shows e eventos variados, como feiras, etc...

Como o projeto irá aliar a necessidade de modernização do estádio com a identidade do clube e da região?

Desenvolvemos um projeto imponente, porém funcional e de baixo custo. É fundamental que o estádio seja um potencializador de novas receitas e dessa forma seja benéfico para o clube. Portanto, um estádio de baixo custo de construção e manutenção é fundamental. No projeto, tomamos muito cuidado também em desenvolver um layout que respeite e valorize a essência de torcer em São Januário. Mais de 70% do estádio sem assentos, torcida colada no gramado, esplanada para aquele pré e pós jogo que todos amam em São Januário.

O vídeo divulgado no fim de 2018 trazia o novo estádio com capacidade para 41.442 torcedores, mas hoje, a ideia é ter 43.442 pessoas, o que mudou?

Foram pequenos ajustes que fizemos, porém imperceptíveis no todo. Dessa forma aumentamos para 43 mil.

Com este projeto, é seguro dizer que o estádio manterá o ar de caldeirão?

Ao desenvolver o projeto, buscamos fazer algo diferente das Arenas. Projetamos um estádio que sua função é potencializar a força da nossa torcida e gerar receitas. Portanto, aproximamos a torcida do gramado, dobramos a capacidade do estádio e colocamos mais de 70% do estádio sem assentos. Será um diferencial e marcante em projetos de novos e reformas de estádio. Nosso Caldeirão vai ferver ainda mais!

Abaixo o vídeo divulgado pelo clube:





Postar um comentário

0 Comentários