Follow Us

Números traduzem oscilação de Talles Magno no Brasileirão

Uma das maiores promessas do Vasco atualmente não tem vivido um bom momento em 2020. A temporada tem sido uma gangorra para Talles Magno.

Por Kaio Machado

O jovem, que tem apenas 18 anos, já carrega nas costas um peso desproporcional: ser o principal talento ofensivo da equipe, a desequilibrar. Todavia, não é o que tem acontecido, até de forma natural pela idade do jovem atacante.

Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

Talles ajuda o time desde o começo da transição defesa-ataque, auxiliando na criação das jogadas, o que acaba atrasando demais suas passadas, e faz com que o jovem atue mais longe da área adversária do que de costume. Tornando-o menos perigoso.

O atacante vem tendo dificuldade em criar as jogadas atuando mais recuado do que o normal, e os números traduzem bem isso: Talles é o jogador que mais sofre desarmes no Brasileirão até o momento, foram 22 desarmes sofridos. Segundo o jornal Lance.

Apesar disso, Talles Magno é o terceiro maior driblador da competição, com 27 dribles efetuados, segundo dados do SofaScore. Mas seu aproveitamento está bem abaixo dos líderes, Artur, Romarinho e Everton Ribeiro, que tem 70% de conclusão, enquanto o jovem tem apenas 57%.

Os números não enganam, Talles tenta, contudo, por estar isolado em muitas jogadas, acaba errando demais e perde a posse de bola com facilidade.

O meia Martín Benítez também aparece no ranking, tendo sido desarmado em 16 jogadas, mas é somente o 7º colocado na lista.


Postar um comentário

0 Comentários