Follow Us

Com 15 gols, Vasco tem o segundo melhor ataque do Brasileirão; "Canodependência" e fase preocupam

Há 3 jogos sem marcar, o ataque do Vasco atravessa uma fase ruim. 

Por Adrielly Ribeiro

Foto: Rafael Ribeiro / Vasco 

O time passou em branco no confronto contra o Botafogo pela Copa do Brasil, além do confronto contra o Coritiba, no último domingo.

Esse jejum de gols é resultado da forma que a equipe vem se comportando em campo, com pouca agressividade e sem finalizações. Os dois jogos contra o Botafogo pela Copa do Brasil são exemplo disso, o Vasco só levou um leve perigo em chutes de fora da área, muito pouco para um time que planeja permanecer no alto da tabela do Brasileirão e voltar a disputar a Sul-Americana.

Talvez esteja um pouco cedo, mas o desempenho ofensivo nos últimos jogos alerta e levanta críticas.
A extrema dependência dos gols do Cano é outra questão, o artilheiro marcou 16 dos 29 (55%) gols do time, o problema é que, quando a bola não chega ou ele não está em um dia bom, o ataque não ajuda.
Benítez é outra peça-chave para a boa campanha do time no Brasileirão, o que preocupa é o desgaste físico e até mesmo a contratação definitiva do jogador.

De acordo com o ge, os números dos demais atacantes do elenco em 2020 provam essa necessidade do Cano. Reserva, Ribamar marcou só dois gols em 19 jogos. Titular em 20 partidas, Talles Magno marcou apenas um gol esse ano. Catatau e o meia Benítez também marcaram apenas uma vez, abaixo a lista de artilheiros do time em 2020:

Cano - 16 gols
Fellipe Bastos - 4 gols
Ribamar - 2 gols
Werley - 2 gols
Andrey - 1 gol
Henrique - 1 gol
Benítez - 1 gol
Catatau - 1 gol
Talles - 1 gol

O próximo confronto do Vasco será no domingo, em São Januário, ás 11 horas contra o Red Bull Bragantino.


Postar um comentário

0 Comentários