Follow Us

Vasco, 122 anos - 5 ídolos que representam a história do clube

Para começar, isso não é um ranking.

Desde sua fundação, o Vasco teve vários jogadores que se tornaram ídolos da torcida e gravaram seus nomes no panteão dos imortais vascaínos. Se alguns conquistaram a Europa, venceram copas do mundo e são os grandes artilheiros do Brasil, veremos aqui alguns dos grandes jogadores que fazem do Vasco um dos gigantes do futebol.

Foto: Divulgação/Vasco

Longe de mim ter a prepotência de escolher somente 5 ídolos do Vasco para classificar 122 anos de história, mas com essa lista quero relembrar aqueles que de alguma forma ajudam a dar a devida dimensão do alcance do Vasco. São jogadores que, de alguma forma, personificam o que é ser vascaíno.

Barbosa e a luta contra o racismo.

Foto: Reprodução / Internet

O principal marco da história do Vasco: a resposta histórica! Impossível não começar falando daquilo que nos é mais importante. Lutar pela inclusão de negros e operários no futebol foi o que tornou o Vasco diferente e até hoje nos une. Barbosa é o maior goleiro da história do clube e sua história, mesmo que com todas as injustiças que sofreu após a copa de 50, será sempre lembrada como o goleiro negro do expresso da vitória que nos deu o sul americano de 48.


Dinamite: o maior artilheiro do Brasil.

Foto: Acervo CBF

Roberto Dinamite tinha vocação para o gol, como diria Waldir Amaral. O maior jogador a vestir a camisa do Vasco é a prova viva dos feitos do Vasco no Brasil. Roberto é o maior artilheiro da história do Vasco (702 gols), do Brasileirão (190), do Carioca (279) e também São Januário (184). Ninguém vestiu mais a camisa do Vasco que Dinamite, 1110 jogos, e ao longos dos quase ininterruptos 20 anos em que jogou na colina, fez o Vasco ser temido em todo Brasil.


Romário, o baixinho que conquistou o mundo 

Foto: Reprodução / Internet

Romário é, na opinião deste que vos fala, o maior jogador formado no Vasco. Dos pés dele veio a conquista da copa do mundo em 94. Seu milésimo gol foi eternizado com estátua em São Januário, o baixinho representa a fábrica de craques que o Vasco forma e que tem potencial para chegar ao posto de melhor do mundo. A base do Vasco é motivo de orgulho de sua torcida e sempre será a jóia da coroa cruzmaltina. Aqui não deixo de lembrar que “enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal”.


Juninho Pernambucano é o Vasco fora do Rio

Foto: Jornal Lance

O Vasco é um dos poucos clubes de alcance nacional do Brasil. Grande parte da sua torcida não está no Rio de Janeiro e acompanha apaixonada mesmo de longe. Também de longe, do Recife, chegou ao cruzmaltino o maior batedor de faltas que já se viu. O responsável pelo gol mais emblemático e monumental da história do Vasco: Juninho Pernambucano. Em suas três passagens pelo clube, Juninho deixou saudades daqueles que admiram o futebol e sua maestria.


Edmundo e a torcida

Foto: Reprodução / Internet

O maior patrimônio do Vasco é sua torcida. Graças a ela o clube tem passado por um dos seus períodos mais difíceis e continua vivo. O animal, como ficou conhecido, é a manifestação da torcida num jogador de futebol. Sua paixão e talento cheio de deboche o fazem ser reverenciado pelos títulos que conquistou e pelo amor que tem ao clube. Edmundo reflete a emoção que é ser torcedor vascaíno.

Que fique claro que o Vasco tem diversos ídolos cujas contribuições são importantíssimas para a bela histórica construída. Que tenhamos sempre jogadores como Felipe, Ramon, Pedrinho, Sorato, Danilo Alvim e muitos outros para levar o Vasco novamente ao topo do Brasil, da américa e do mundo. Afinal de contas, Vasco da Gama, tua fama assim se fez



Postar um comentário

0 Comentários