Follow Us

Opinião - Mazzuco é o melhor executivo desde Rodrigo Caetano e merece continuar no Vasco, independente de quem ganhar a eleição

Primeiro é bom dizer que eu não estou aproveitando o bom momento que passa o Vasco para elogiar o diretor executivo do Cruzmaltino, tendo em vista que já falei do trabalho do Mazzuco em algumas oportunidades. Em nossa própria live de segunda-feira, do dia 27 de julho (antes do início do Brasileirão), eu levantei essa opinião para os amigos da mesa: ''O Mazzuco faz um ótimo trabalho e é o melhor executivo desde Rodrigo Caetano''.

Por que digo isso? Porque o planejamento de futebol dele é cirúrgico e foge totalmente do que foi feito nos últimos anos do clube, nos quais o Gigante da Colina contratava um monte de jogador que não servia e inchava o elenco com atletas que não agregavam nada. Foram diversas contratações desnecessárias que é melhor nem citar os nomes.

Com Mazzuco no comando do departamento de futebol, o Vasco mudou: o clube trouxe poucos reforços, mas com certa lógica de mercado. Até alguns dias atrás, só tinha trazido Germán Cano e Martín Benítez - dois nomes que tiveram aprovação do torcedor e estão trabalhando muito bem no Cruzmaltino.

Foto: divulgação

Além desses dois, o Vasco resolveu contratar mais alguns nomes nas últimas semanas para encorpar a equipe para o restante da temporada - chegaram jogadores jovens, bem referendados e com boa rodagem de Europa e América do Sul. São os casos de Neto Borges, Carlinhos e Guilherme Parede. Vão dar certo no Gigante da Colina? Só o tempo o dirá, mas são investimentos com coerência!

Neto Borges só tem 23 anos e já foi eleito o melhor da posição do Campeonato Sueco de 2018. Carlinhos tem uma trajetória interessante no futebol português e era titular de sua equipe. Já Guilherme Parede é um atacante que vem de uma ótima temporada na Liga Argentina, onde era um dos principais atletas de seu time. Marcelo Alves e Ygor Catatau, que fogem um pouco do perfil, chegam depois de se destacarem no Carioca, para serem testados no clube até o final do ano.

Difícil também saber quais dessas contratações podemos colocar na conta de Mazzuco, mas, de fato, temos que dizer que o perfil de montagem de plantel mudou e tem sido feito de forma bastante criteriosa desde que o executivo foi contratado pelo Vasco. Melhor contratar pouco e certo que encher o elenco de atletas que não agregam nada e aumentam o valor da folha salarial do clube.

Personalidade

Mazzuco não é muito de dar coletivas de imprensa e de ficar falando o tempo inteiro. Trabalha em silêncio, mas está sempre focado no clube. Além disso, dizem que se trata de um profissional bastante honesto na profissão.

Merece continuar

Diante disso tudo, o gerente merece continuar no Vasco, independente de quem vença a eleição no final do ano, até por já conhecer o Cruzmaltino e ter a oportunidade de trabalhar com mais recursos financeiros em algum momento.

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Papo na Colina. Reflete a opinião do editor-chefe do portal, Fabio Torres.


Postar um comentário

0 Comentários