Follow Us

Opinião - Derrota no clássico serve para Ramon aprender com os erros, e evoluir

A derrota no clássico contra o Fluminense deve servir como uma aprendizado para o Vasco. Sobre tudo para seu técnico ainda inexperiente Ramon Menezes.

Por Kaio Machado

Foto: Rafael Ribeiro / Vasco
 
A primeira derrota do time no Brasileirão, e sob seu comando, evidenciou um problema que já aconteceu em outras partidas, contudo, que pode ter sido "camuflado" pelas vitórias: a demora em mudar o time.

Ramon, não pela primeira vez, demorou para fazer algumas substituições que, para a maioria, eram bem claras desde os primeiros 10 minutos de jogo, como a saída do volante Fellipe Bastos, que fez uma partida lamentável. O técnico levou mais do que o tempo esperado para substituí-lo, e tal fato evidenciou algumas atitudes equivocadas de sua parte.

É claro também que o comandante irá cometer erros, uma vez que este é um de seus primeiros trabalhos como treinador profissional, e o primeiro como técnico de um gigante. É apenas necessário revisar e aprender com as atitudes ora equivocadas, ora demoradas.

Porém, é essencial a assimilação dos erros e o reconhecimento dos mesmos, para que a evolução ocorra, gradualmente, a cada jogo disputado. O orgulho e o "oba oba" de possivelmente ter sido uma derrota fora da curva das 3 vitórias em 4 jogos anteriormente, não devem subir à cabeça.

É importante ressaltar também os desfalques que o time teve, como Andrey, Bruno Gomes e Vinícius, que hoje, são considerados titulares, e que dão uma organização defensiva e articulação ofensiva melhores quando em campo. Os substitutos Fellipe Bastos, Carlinhos e Parede não corresponderam tanto como o esperado, o volante muito pelo contrário, acabou errando muito mais do que acertando, piorando ainda mais a situação do time em si. Mas, não foi o único culpado.

O time agora volta as atenções para a próxima rodada, quando enfrenta o Santos em São Paulo. Vale lembrar que Talles Magno, expulso no clássico, está suspenso. Por outro lado, Andrey retorna.


Postar um comentário

0 Comentários