Follow Us

Exclusivo: Movimento “Nova Resposta Histórica” se posiciona sobre Assembleia Geral do Vasco

O movimento Nova Resposta Histórica (NRH) foi criado com o objetivo dar ao sócio estatutário do Vasco o poder de alterar o estatuto e tornar as eleições do clube diretas através de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE). 

Foto: Reprodução / Site Oficial

O movimento foi iniciado em 2019 e, baseado nos artigos 59 e 60 do código civil, coletou assinaturas de sócios do Vasco na busca por alterar o estatuto do clube.

No mais recente capítulo do caos político vascaíno, o presidente da Assembleia Geral Faues Cherene Jassus ou "Mussa", convocou a AGE com os méritos a serem votados de forma separada. Assim, a aprovação das eleições diretas não seria dependente da aprovação da proposta do novo estatuto do clube, tópico que contém diversas polêmicas e discussões entre a torcida e membros do conselho deliberativo do clube.

A decisão não foi bem recebida por alguns grupos políticos e presidentes de poderes do clube, como Silvio Godoi, presidente do Conselho de Beneméritos.

Ao Papo na Colina, Godoi classificou a convocação da AGE como “estapafúrdia e disse também que o NRH é “um atentado a história do Vasco”.

Entramos em contato com os líderes do movimento, são eles: Marco Lobo, Ricardo Domingues, Evanil Ribeiro e Ricardo Figueiredo.

Abaixo o posicionamento do movimento dado exclusivamente ao Papo na Colina:

Como a NRH vê a atual situação da AGE e das ações do Presidente da Assembleia Geral?

A AGE foi convocada pelo presidente da Assembleia Geral, único presidente de poder do Vasco eleito diretamente pelos sócios e com a competência legal e estatutária para tal ato. O voto direto está no edital, sendo este a nossa única pauta prevista. A título de comparação e para entendimentos do rito, quando os conselheiros do Vasco convocam uma reunião no Conselho Deliberativo através das 60 assinaturas, 20% do CD, eles entregam as assinaturas ao presidente daquele poder. Isso foi o mesmo que a Nova Resposta Histórica fez, entregou os pedidos de convocação da AG, através de uma AGE, ao quem preside o corpo de associados, o Presidente da Assembleia Geral, que é o poder soberano do Clube.

Como foi feito o cálculo de sócios no momento da criação da NRH?

O movimento se baseou pela lista oficial de sócios divulgada no site oficial do Vasco. Essa lista vinha sendo divulgada mês a mês desde Maio/2019. Esta foi a referência para apurar o 1/5 ou 20% de assinaturas necessárias para convocar a AGE pelo sócio como prevê o Código Civil. 

Segundo o presidente do conselho de beneméritos, Silvio Godoi, a NRH é "um atentado ao Vasco" e coletou a lista de sócios da internet quando deveria ter sido solicitado na secretaria do clube. Isso é verdade? 

Isso não é verdade. A Nova Resposta Histórica se baseia pelos artigos 59 e 60 do código civil, norma cogente, e utilizou a lista oficial de sócios divulgada mensalmente pelo Clube desde Maio/2019, essa era a lista oficial divulgada no site oficial da Instituição. Isso é uma das muitas formas dos detratores da NRH tentarem atacá-la, um desrespeito ao sócio. Podemos classificar como atentado à história do Vasco a omissão e conivência, sobretudo de presidentes de poderes, com fraudes eleitorais, isso é atentar contra a história do Vasco.  Ele insinua que a lista de sócios da secretaria seria diferente da lista publicada no site, insinua fraude ou manipulação de quem a publica, não é algo que o movimento deva se envolver. Trabalhamos com as informações oficiais divulgadas pelo Clube, no seu site oficial, para os seus torcedores, sócios, patrocinadores, ou seja, todos! Não há como entender onde querem chegar com este tipo de ilação, que atinge o próprio Vasco.

Parece existir uma resistência de certos grupos da política vascaína à NRH, por que acham que isso acontece?

Parece existir não, existe uma resistência que vem dos grupos ligados ao modelo mental Euriquista, os sócios na sua esmagadora maioria apoiam a Nova Resposta Histórica. O que incomoda essas poucas pessoas com modelo mental feudal é que a NRH empodera o sócio, da voz ao associado vascaíno. Historicamente no Vasco o sócio, o torcedor, paga a conta e não tem voz, a Nova Resposta Histórica vem para dar voz ao associado, ao torcedor via código civil. Esse é o grande temor dos detratores deste movimento orgânico, legal e democrático. 

Quais os próximos passos que serão tomados?

Continuaremos acompanhando todos os movimentos com muita atenção e cautela. Estamos atentos, a Lei e os sócios são a base do Movimento da Nova Resposta Histórica.





Postar um comentário

0 Comentários