Follow Us

Estudo, preparação e confiança: Fernando Miguel salva noite vascaína em Goiânia

Fernando Miguel foi um dos grandes responsáveis, senão o principal, pela classificação do Vasco à próxima fase da Copa do Brasil. A vitória no tempo normal com gols de Henrique e Martin Benítez, não foi o suficiente para que os cariocas pudessem comemorar de imediato o sucesso, e tiveram ainda que disputar pênaltis contra o Esmeraldino. Foi aí então, que a estrela do experiente goleiro vindo do Vitória, em 2018, brilhou.

Por Kaio Machado

Foto: Reprodução

Nas penalidades, deu Vasco: 3 a 2 muito por conta do goleiro que pegou duas cobranças. Em entrevista ao ge após o jogo, Fernando homenageou as filhas, em referência ao filme da Disney, "Moana".

- Eu prometi que quando pegasse pênalti, faria um gesto que é delas, do filme "Moana", que elas gostam muito e tem o Maui. Então, filha, olha: "Maui, pode crê". Amo vocês - brincou o arqueiro.

Fernando ainda ressaltou a dificuldade passada pelo time, que só conseguiu o alivio após a última cobrança, o goleiro contudo fez questão de mencionar a confiança no time e no técnico Ramon Menezes.

- A gente sabia que seria difícil, mas em momento nenhum duvidamos da nossa capacidade de fazer uma boa partida, impor o nosso ritmo, as ideias que o Ramon tem implementado junto com a gente. E eu saio muito feliz. Orgulhoso não só da minha participação, mas da participação de toda a equipe. Nós temos pregado aqui que somos um grupo muito unido, que não existe ninguém no momento melhor do que ninguém, e acho que isso que a gente está vivendo... Eu sempre falo que um conjunto forte, uma equipe forte, ela evidencia o trabalho de cada um. Em outros momentos foi o Cano, em outros momentos foi o Bastos, outros momentos foi o Castan e assim por diante. Hoje eu tive a oportunidade de em uma decisão de pênaltis ser importante.

O goleiro ainda relembrou a importância que o elenco dá na disputa da Copa do Brasil, uma das três competições que o clube segue vivo. Além dela, o Vasco ainda disputa naturalmente, o Brasileirão, e a Copa Sul-Americana.

- Desde que perdemos para o Goiás no Rio, nós visualizávamos essa partida porque a Copa do Brasil é uma competição que temos muita vontade de conquistar. Com empenho, dedicação, lealdade e comprometimento, chegamos à classificação. Nada de euforia. Vamos curtir a alegria das vitórias, mas deixamos a euforia com o nosso torcedor. Acredito que o torcedor está muito entusiasmado com o que temos apresentado - afirmou.

O "barba", como é gentilmente chamado pelos torcedores nas redes sociais, comentou também sobre a penalidade defendida de Rafael Moura, atacante do clube goiano. Miguel revelou ter estudado alguns atletas adversários e seus principais batedores, para as eventuais disputas.

- Tem o estudo, a gente visualizou as variações deles. Também tem a questão de criar um desequilíbrio no atacante. Essa batida no meio é um risco. Às vezes a gente aposta no meio, e ele acaba mudando.

O Vasco agora espera pelo término da terceira fase, e o sorteio dos confrontos da próxima para então conhecer seu próximo adversário. O time agora "vira a chave" para o Brasileirão, onde enfrenta o Fluminense no sábado, às 19h, no Maracanã.



Postar um comentário

0 Comentários