Follow Us

Reunião da Junta Deliberativa define que sócios anistiados não poderão votar; decisão exclui cerca de 2 mil associados

O cenário político do Vasco da Gama segue conturbado. Em reunião realizada nesta sexta-feira (10), a Junta Deliberativa decidiu, por votação, que sócios anistiados em 2018 não poderão votar em 2020. A decisão impossibilita que, cerca de 2 mil sócios tenham o direito de votar na próxima eleição do Cruzmaltino.

Alexandre Campello e Faués Mussa foram os únicos a votarem contra a ação da Junta Deliberativa. Já Roberto Monteiro, Silvio Godoi e Edmilson Valentim foram a favor da decisão. Portanto, com três votos contra dois, a decisão foi oficializada.




RESPOSTA IMEDIATA

Logo após a decisão dos poderes do Vasco da Gama, houve uma mobilização por parte dos torcedores, que não apoiaram a medida. Além da torcida, houve também uma resposta imediata por parte de duas chapas políticas que participarão da eleição deste ano.


Julio Brant, da Sempre Vasco, e Vitor Roma, da Mais Vasco, se pronunciaram através do Twitter para informar que entrarão na justiça para derrubar o veredito da Junta Deliberativa. 


Confira abaixo o pronunciamento deles:


 O jornalista Lucas Pedrosa divulgou fotos do documento assinado pelos poderes do Vasco da Gama, confira:


Por: Micael Abbud 

Postar um comentário

0 Comentários