Follow Us

Mauro Galvão comenta sobre o fanatismo da torcida do Vasco: 'É um processo bem diferente do normal no futebol'

A diretoria do Vasco resolveu aproveitar que a final da Libertadores de 1998 será reprisada na TV Globo, no próximo domingo, às 16h, para fazer uma ação de marketing e vender ingressos virtuais. A repercussão desta ideia está sendo tão grande, que chamou atenção do capitão daquela conquista, Mauro Galvão. O Papo na Colina resolveu entrar em contato com o ex-zagueiro para saber o que ele pensa disso tudo.

''A torcida é maravilhosa! Está levando o time neste momento. Quando o clube depende dela para alguma coisa, a torcida ajuda, não tem sido diferente na questão do CT, ajudando na questão do Sócio-Torcedor, que se tornou o maior do Brasil. No campo, tenta ajudar em todos momentos. É um processo bem diferente do normal no futebol, a torcida entender o momento do clube e dar uma resposta'', comentou Mauro, que lembrou do papel importante dos cruzmaltinos naquele título.


''A conquista começou a ser construída em São Januário. Todos os jogos que ganhamos, com São Januário lotado, virou um símbolo para a nossa conquista. Os caras chegavam ali e tinham que aguentar a torcida em cima. Me lembro muito daquela partida contra o Barcelona-EQU, tinha gente até na marquise'', Recordou Mauro, que falou de como será assistir a um jogo em que esteve em campo.

''Já vi alguns jogos antigos nesse momento de pandemia, até porque o Vasco participou de diversas decisões difíceis. A gente sempre fica um pouco nervoso, parece que vai acontecer outra coisa, sempre dá uma ansiedade, no final dá tudo certo'', disse.

























Postar um comentário

0 Comentários