Follow Us

Catracas inteligentes e como manter a base de sócios: confira alguns projetos de Robson, profissional apalavrado com Fred Lopes

A corrida eleitoral do Vasco segue a todo vapor e os presidenciáveis tem colocado suas cartas na mesa para tentarem convencer os eleitores. Um desses candidatos que está fazendo campanha e já falou bastante sobre seus projetos é Fred Lopes, ex-vice-presidente de futebol e patrimônio do Gigante da Colina.

Fred chegou a confirmar que está apalavrado com Robson de Oliveira, sócio-diretor da FutebolCard, para gerir o programa de Sócio-Torcedor do clube. O Papo na Colina entrou em contato com o profissional para entender um pouco sobre os seus projetos.


Pacotes de ingressos

''Temos que trabalhar o programa nos reais benefícios. O cliente torcedor precisa entender onde serão realizados os jogos desde o início do ano, se vão ser em São Januário, no Maracanã. Isso permite trabalhar a longo prazo na precificação dos ingressos e no plano de sócios. Esse é o maior problema dos programas de sócios hoje em dia, porque não tem um planejamento estratégico de precificação. Isso acontece muito na Europa, que você já sabe quanto vai pagar, consegue precificar, e os torcedores fazem conta. Com isso você consegue ter uma noção. Você está pagando o preço de sócio e o ingresso acaba indo lá para baixo e o sócio se sente injustiçado com isso. Estamos cheio de ideias inovadoras, tudo o que há no mercado de mais inovador de tecnologia para oferecer''.

Catracas inteligentes

''As catracas estão preparadas para a leitura de todas as mídias. Leem ingressos, cartões de sócios, cartões de débito e crédito. Isso no Vasco já foi um sucesso! Vendemos muitos ingressos em São Januário. O torcedor não precisa retirar o ingresso. Basta passar o cartão de crédito que entra direto no estádio. Temos patente disso. As catracas leem QR Code, estão preparadas para qualquer mídia possível. Além disso, podemos produzir a foto do torcedor na tela, podemos colocar as mídias com ações que podem trazer novos faturamentos para o clube. Também dá para fazer a biometria facial. Estamos prontos para fazer um piloto da biometria facial, já me comprometi com o Fred, se pudermos entrar, começar a trabalhar em São Januário para colocar em São Januário a biometria facial em alguns portões''.







Manter a base de sócios-torcedores

''Para manter a base de sócios é um trabalho diário e atendimento ao cliente é o principal ponto. Conquistar o cliente não é fácil, manter é mais difícil ainda. Para manter o cliente é preciso um trabalho de excelência. Não pode ter problema na entrega da carteirinha. Na hora de pagar a mensalidade, emitir o boleto se tiver responsabilidade, débito em conta se tiver possibilidade, pagar na ocorrência, pagar parcelado, trimestral, semestral, anual. Quando você oferece um produto, conseguir entregar. Quando oferecer ingresso, ele poder comprar. Quando chegar nos pontos do rating, ele conseguir trocar. Se você oferece um serviço de qualidade e com excelência, você já está bem na foto com o seu cliente. Mas o torcedor quer mais, é necessário usar a experiência atrelada a tecnologia. O Vasco fez uma excelente ação para captar essa base de sócios ativas no ano passado. O grande problema é como manter ela. Aí é o ponto da gestão atual como vai fazer. A gente tem um monte de ideia como manter''.

Potencial da torcida do Vasco

''A gente conhece a grandiosidade do Vasco. O Vasco é um gigante e por isso o nome do programa é ''Gigante''. A gente esteve com o Vasco em três gestões, duas do Roberto e uma do Eurico. Espero estar mais, porque queremos dar continuidade no nosso trabalho com o Vasco. Tenho certeza que podemos agregar valor e ajudar o Vasco, estamos preparados para isso. Sempre esperando que quando o clube tiver oportunidade lembre da FutebolCard. O Vasco é muito grande, já vendemos tanto ingressos, São Januário lotado, Maracanã lotado, clássicos, finais. Todos os sentidos''.


O profissional já fez um WhorkShop para o grupo de Fred Lopes, o Avante Gigante:


Postar um comentário

0 Comentários