Follow Us

Campello acredita no elenco e rechaça chance de rescisões devido à atrasados

O presidente Alexandre Campello concedeu entrevista coletiva à VascoTV, ao lado de Carlos Leão, VP de finanças do Vasco. Na mesma, dentre diversos assuntos, um dos principais abordados tratava a respeito dos atrasos salariais dos atletas, e a possibilidade dos mesmos acionarem a Justiça, pedindo desligamento do clube.

Recentemente o Vasco conseguiu concluir a maior parte das pendências ainda relacionadas à 2019, apenas um grupo seleto de atletas aguarda o pagamento pelos direitos de imagem. Porém, o clube, devido à crise financeira, não quitou nenhuma pendência relacionada ao ano de 2020. Fato que escancara as dificuldades da diretoria em honrar os compromissos, bem como deixa torcida e jogadores preocupados.


Segundo Campello, antes da paralisação o débito era de dois meses de atraso, vale lembrar que, no terceiro mês, os jogadores podem pedir pela rescisão do contrato junto à justiça, e deixarem o clube, de graça.

Porém, o presidente diz não acreditar em uma debandada da equipe, muito pelo comportamento do elenco, que sempre buscou o trabalho sério no clube, ainda que recebendo a maior parte dos salários com um elevado tempo de atraso, fato recorrente em 2019, e ainda mais em 2020.

De fato, os jogadores demostraram enorme parceria, e já poderiam ter tornado a atual situação do clube muito pior, com pedidos de rescisão. Os atrasos salariais são rotineiros em São Januário, e além de reclamação dos jogadores, a diretoria ainda encara a pressão da torcida que volta e meia cobra pelos salários em dia.

O que resta ao presidente Campello e à torcida, é esperar, confiar nos jogadores e torcer para que esta parceria, mesmo atualmente não sendo justa para ambos os lados, se prorrogue por mais algum tempo, pois se com o atual plantel, a situação já está complicada, não irá melhorar com a perda de jogadores.

Por: Kaio Machado

Postar um comentário

0 Comentários