Follow Us

Top five? Cinco técnicos para mudar o rumo do Vasco em 2020

Por: Sérgio Santa Cruz e Lucas Bispo

Com resultados ruins e um trabalho muito abaixo do esperado, o técnico Abel Braga deixou o comando técnico do Vasco. Com a saída de Abel, o clube vai em busca de um novo comandante para a sequência da temporada.

De olho no mercado, o Papo na Colina levanta alguns nomes de técnicos possíveis.


Cinco técnicos para mudar o rumo do Vasco em 2020
Cinco técnicos para mudar o rumo do Vasco em 2020

Pedro Caixinha: O treinador português de 49 anos, está sem clube atualmente. Seu último trabalho foi no Cruz Azul - MEX onde conquistou a Copa do México e também da Supercopa em 2018 e 2019.  Conhecido por seu estilo de jogo arrojado, Caixinha segue a escola portuguesa de pressão alta, posse de bola e intensidade do começo ao fim do jogo, com suas equipes propondo o jogo independentemente do mando de campo.

Miguél Ángel Ramirez: Atual Campeão da Copa Sulamericana com o Independiente Del Valle - EQU, o espanhol de 35 anos é um treinador extremamente tático.
Mesmo com estilo de jogo reativo, suas equipes costumam marcar bastante gols e ter o controle da partida. Além disso, gosta de utilizar jogadores da base, condição importante para o Vasco, que tem hoje cerca de 60% do seu elenco profissional composto por atletas formados na base. 

Daniel Garnero: O argentino de 50 anos, atualmente comanda o Olímpia do Paraguai, onde tem obtido números incríveis. São 5 títulos e 72 vitórias em poucos mais de 110 jogos, á frente da equipe paraguaia. Com o estilo comparado ao conterrâneo Jorge Sampaoli, seu jogo é pautado pela ofensividade e posse da bola independente do adversário. Além disso, comprometimento tático, compactação e a forte marcação são características comuns das equipes de Garnero.

Cuca: Campeão da Libertadores 2013 e Brasileiro de 2016, o experiente técnico de 56 anos, vem de trabalhos não concluídos por Palmeiras, Santos (saúde) e São Paulo. 
Antes adepto de uma proposta de jogo ofensiva - vide as passagens por Botafogo, Cruzeiro e Atlético MG, atualmente o técnico tem apostado no estilo de jogo com marcação alta, compactação no meio e saída em velocidade

Mano Menezes: Dono de um estilo de jogo reativo, o gaúcho coleciona títulos da Copa do Brasil, Série B, Estaduais, um vice campeonato da Libertadores em 2007, além de já ter dirigido a Seleção Brasileira de 2010 a 2013. 
A exemplo de Cuca, o experiente treinador seria uma solução mais conservadora e menos ousada para o momento.

JÁ SEGUIU NOSSAS REDES SOCIAIS?

Twitter: https://twitter.com/PapoNaColina
Facebook: https://www.facebook.com/PapoNaColina
Instagram: https://www.instagram.com/paponacolinacrvg
youtube.com/paponacolina

Postar um comentário

0 Comentários