Follow Us

Mais paciência e menos imediatismo com a Base

Após mais uma eliminação na categoria Sub 20, a dor pela derrota fala mais alto, fazendo parte da torcida Vascaína questionar alguns atletas.

Este comportamento imediatista, pode desmotivar estes garotos que nem começaram a carreira, mas já carregam o peso de estarem prontos com apenas 18/19 anos.

Como exemplos dessa gangorra, temos o MT e o Caio Lopes, que foram dos aplausos aos questionamentos e xingamentos em apenas dois jogos, após a perda de pênaltis decisivos.

Precisamos ter mais paciência com nossos atletas, que estão em processo de formação e naturalmente terão oscilações.
Devemos evitar os erros cometidos com Mateus Vital e Evander, que acabaram saindo do clube por quantias irrisórias. 

Precisamos entender que, nem todos subirão tendo a mesma performance de Paulinho e Talles Magno (Talles, que curiosamente não demonstrava todo o seu potencial no sub 20) e hoje é uma grande referência técnica e maior ativo de venda do clube.

Quando se enfrenta um time de qualidade como o do Grêmio, devemos realizar análises num todo, não apenas considerando o resultado final. 

Se buscamos excelência, não podemos nos levar por um "discurso de perdedor".
Derrotas são doloridas, mas fazem parte do esporte. 
Precisamos dar apoio e criar um ambiente favorável para a subida destes atletas, que já mostraram que qualidade têm de sobra.




Postar um comentário

0 Comentários